sábado, 25 de setembro de 2010

A Maçonaria serve à sua própria causa independente de governos , bancos e empresas. a Maçonaria opera como uma entidade (ou potência, como eles mesmos a chamam) independente dentro de governos, bancos e empresas, e como, na realidade, serve à sua própria causa prioritariamente, não aos interesses do próximo como, mentindo, afirmam. A realidade é que não há lugar para os pobres e oprimidos nessa organização das trevas. Desde os primórdios de nossa história podemos detectar a presença rastejante da Maçonaria. A Maçonaria realizou estas coisas beneficiando os ricos e os poderosos que escondia em suas câmaras escuras, com um descaso histórico para com os pobres e oprimidos. Os beneficiados foram a própria Maçonaria e seus interesses, não os interesses do Brasil. Basta que se analise a história da sociedade brasileira, desde seus primórdios, repleta de miséria, de dor e de sofrimento, porém sempre com uma elite se banqueteando em meio à miséria alheia. Isto também em razão dos horripilantemente desvantajosos negócios que o Brasil independente realizou com nações e bancos europeus, mantendo no poder uma elite muito bem alimentada, rica e gorda, às custas da enorme miséria do povo brasileiro . O primeiro ministério brasileiro foi entregue nas mãos da Maçonaria. Foi ele também quem se tornou o tutor do Príncipe herdeiro, Dom Pedro II. Em 1833 foi destituído da tutoria de Dom Pedro II, devido a um processo-crime instaurado contra ele por CONSPIRAÇÃO. O Dia do Maçom Comemorado no Seio da Política Brasileira. (Por que e para que?! Quem se beneficia com isso?!) . Ao falarmos de servidores públicos, a história é outra. O mínimo a que tem direito a sociedade é o de ser esclarecida à respeito de quem realmente são os homens que ingressam no serviço público brasileiro (pagos pelo nosso dinheiro). Seria interessante que soubéssemos quem são os integrantes do "Clube do Bolinha" do diabo (a Maçonaria), antes que elegêssemos essas criaturas para cargos políticos em nossa nação. Estamos falando de pessoas orientadas por princípios diabólicos que estão entrando no comando da nação onde se encontram as nossas casas. Quando homens de Deus se candidatam a cargos públicos, muitos são os que se manifestam contra afirmando que se recusam a votar em pastores, bispos e diáconos. Também não teríamos nós o direito de recusar votar em pessoas que estão envolvidas com uma organização ocultista e satânica como a Maçonaria? Não vivemos em um país com liberdade de culto e de expressão? Temos o direito legal de saber e de nos manifestar! E isto para o nosso próprio bem e para o bem de nossos semelhantes. O PERIGO DO ENVOLVIMENTO COM A MAÇONARIA. MALEFÍCIOS QUE ESTA ORGANIZAÇÃO TEM TRAZIDO AO BRASIL E AO MUNDO. Julgando estar diante de um belo caminho que o conduzirá a grandes revelações, o iniciado se torna presa fácil desse processo de doutrinamento camuflado por todo um vasto penduricalho de símbolos ocultistas cujo valor espiritual é nenhum. Nesses rituais maçônicos há uma série sistemática de juramentos, os quais têm a finalidade de reforçar a submissão do iniciado à organização. Nessa história dois grupos são beneficiados: Os embriagados por ambições de poder, fortemente atraídos por um status enganador que lhes dá a impressão de estar fazendo parte de uma elite, e Satanás e seus demônios, pois quanto mais fundo estiver uma pessoa envolvida no ocultismo, mais facilmente manipulada pelas trevas se torna. A organização, em seu site, cita nada menos do que Helena Petrovna Blavatsky, uma bruxa satanista e assumidamente anticristo, a fim de explicar o significado do Fênix! Em outras palavras, a Maçonaria trabalha, em todo mundo, por uma causa, a causa de seu fundador, o diabo: O Estabelecimento do Império da Besta, ideologicamente chamado de A Nova Ordem Mundial.Expulso do céu, condenado ao tormento sem fim, Lúcifer não demonstra sinais de arrependimento, e nem mesmo poderia, visto estar, eternamente, alienado de toda e qualquer bondade, misericórdia, amor e justiça. O que o move e impulsiona é o ódio contra Deus e contra os seres humanos. E como já dito anteriormente, possui um pensamento obsessivo e obstinado desejando ser cultuado e adorado. Seus princípios de governo são todos injustos, cruéis e ditatoriais, o que pode ser visto analisando-se a história da humanidade com suas incontáveis civilizações pagãs, idólatras e promotoras de injustiças.

http://www.oapocalipse.com/home/estudos/religiao_maconaria_o_braco_direito_do_diabo_parte_2.html
Maçonaria, o Braço Direito do Diabo



Desmascarando essa Filial do Império das Trevas. - Parte 2

Este estudo tem a função de alertar as pessoas sobre o perigo do envolvimento com a Maçonaria, suas gravíssimas implicações espirituais e também tem a função de mostrar os malefícios que esta organização satânica tem trazido ao Brasil e ao mundo.

Convém que tenhamos em mente que estamos lidando com uma organização iniciática e ocultista cujo pai e promotor é o diabo, o pai da mentira. Sendo assim, não é de admirar que seus servos se comportem como seu mestre.

A Finalidade Prática da Hierarquia Maçônica

Um dos pontos marcantes dessa organização diabólica é a hierarquia fundamentada em uma simbologia iniciática ocultista. Quando alguém ingressa na Maçonaria, essa pessoa é iniciada em um processo sistemático a que os maçons denominam rito (de ritual). Esta iniciação tem por óbvia finalidade um processo de recrutamento e a inserção do iniciado na hierarquia das lojas maçônicas. O objetivo final de tudo isso é a obediência à organização, e a armadilha sedutora é o simbolismo ocultista (mistérios maçônicos) sobre o que toda a curiosidade do iniciado é lançada. Julgando estar diante de um belo caminho que o conduzirá a grandes revelações, o iniciado se torna presa fácil desse processo de doutrinamento camuflado por todo um vasto penduricalho de símbolos ocultistas cujo valor espiritual é nenhum. Nesses rituais maçônicos há uma série sistemática de juramentos, os quais têm a finalidade de reforçar a submissão do iniciado à organização. Desta forma, o iniciado, começando por Aprendiz, é introduzido, como se fosse um soldado, em uma rígida hierarquia onde passa a servir aos interesses da organização maçônica. Nessa história dois grupos são beneficiados: Homens ímpios, profanos e pagãos, embriagados por ambições de poder, fortemente atraídos por um status enganador que lhes dá a impressão de estar fazendo parte de uma elite, e Satanás e seus demônios, pois quanto mais fundo estiver uma pessoa envolvida no ocultismo, mais facilmente manipulada pelas trevas se torna. Essa manipulação tem por objetivo a destruição espiritual do ser humano, contra quem o diabo nutre ódio mortal. Tem também a finalidade de recrutar homens e mulheres a fim de que sirvam a Satanás em seu propósito de ser adorado através da figura da Besta, assunto já tratado em outros artigos e para o qual retornaremos quando formos demonstrar como a Maçonaria serve a propósitos mais abrangentes de Lúcifer. É evidente que o diabo não pode contar com homens que realmente amem a Deus a fim de levar a cabo seus intentos. Por isso recruta homens ímpios, egoístas, amantes de si próprios, ambiciosos, arrogantes, idólatras e pagãos através da Maçonaria. Posteriormente, a organização, fundamentada em princípios satânicos, sistematicamente os doutrina fazendo-os acreditar que são "homens de bem e de bons costumes" e uma "elite benfeitora", como é frequentemente anunciado em suas publicações e sutis propagandas. Agora, pergunto: Baseados em que se consideram "homens de bem"? Vamos analisar algumas palavras que repetem entre si como um credo religioso:

"Quais as condições individuais indispensáveis para poder pertencer à maçonaria? Crer na existência de um princípio Criador, ser homem livre e de bons costumes, ser consciente de seus deveres para com a Pátria, seus semelhantes e consigo mesmo, ter uma profissão ou ofício lícito e honrado que lhe permita prover as suas necessidades pessoais e de sua família e a sustentação das obras da Instituição." (De um website maçom)

- "Crer na existência de um princípio criador". Isto não significa absolutamente nada aos olhos de Deus e não faz da pessoa um verdadeiro homem de bem. Crer em um "princípio criador", ser ateu, ou indiferente dá no mesmo. Ouça o que diz a Bíblia:

"Crês, tu, que Deus é um só? Fazes bem. Até os demônios crêem e tremem." Tiago 2:19

O que realmente faz diferença aos olhos de Deus é isto:

"Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer." Senhor Jesus Cristo, João 15:5

Embora os maçons o neguem até com veemência, a realidade é que qualquer referência ou mesmo a pronúncia do nome do Senhor Jesus Cristo é fortemente desencorajada nas lojas maçônicas, e isto pode ser compreendido se atentarmos para as palavras do Senhor:
"Pois todo aquele que pratica o mal aborrece a luz e não se chega para a luz, a fim de não serem argüidas as suas obras." João 3:20

- "Ser homem livre e de bons costumes". Muitos não compreendem porque neste segmento do credo maçom foi colocada esta frase: "ser homem livre". Isto significa que o maçom não pode estar comprometido com nada que possa vir a interferir com seus deveres e obrigações para com a organização. E isto inclui não estar comprometido com o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, pois, por tudo o que já dissemos e demonstramos, o compromisso com a Maçonaria é incompatível com o compromisso com o Senhor Jesus Cristo. O objetivo do cristão é servir aos interesses de Seu Senhor, os objetivos do maçom é servir aos interesses diabólicos da Maçonaria.

"Participa dos meus sofrimentos como bom soldado de Cristo Jesus. Nenhum soldado em serviço se envolve em negócios desta vida, porque o seu objetivo é satisfazer àquele que o arregimentou." 2 Timóteo 2:3,4

Um Governo Oculto

Vamos ver um exemplo prático onde dois tipos de hierarquias e de governos estão paralelamente dispostos e como se inter-relacionam. Quando eu ainda estava da Universidade, cursando Medicina, havia um professor que era chefe de um dos departamentos acadêmicos da Faculdade. Era um homem possuidor de muitos conhecimentos em sua área e coordenava, em seu departamento acadêmico, a formação de estudantes de Medicina, Odontologia, Educação Física, Biologia e Direito. Juntamente com ele, e hierarquicamente, na Universidade, seu subordinado, também trabalhava um outro indivíduo, de menor instrução e cuja função acadêmica era muito modesta. Acontece que ambos faziam parte de uma mesma organização satânica, e na hierarquia da tal organização o professor chefe estava subordinado ao funcionário mais simples. Na prática, não prevalecia, na relação pessoal de ambos, a hierarquia da Universidade, mas prevalecia a hierarquia na qual estavam inseridos e dispostos na tal organização. Em outras palavras, o modesto funcionário é quem ditava as regras, não o professor chefe. Este exemplo é importante a fim de que possamos compreender como a Maçonaria opera como uma entidade (ou potência, como eles mesmos a chamam) independente dentro de governos, bancos e empresas, e como, na realidade, serve à sua própria causa prioritariamente, não aos interesses do próximo como, mentindo, afirmam. Observe o leitor a monstruosidade das palavras abaixo, de um escritor maçom, e como o princípio que as orienta se parece com os princípios da Teoria Ariana, segundo a qual, deve predominar o rico sobre o pobre, o saudável sobre o doente, o mais belo sobre o feio, princípios estes também orientadores do cruel sistema de castas do Hinduísmo.


"(Ser Maçom) É ter a possibilidade de mover-se livremente na busca de suas oportunidades físicas, é ter condições de cumprir suas obrigações financeiras para com a sociedade e sua família, é ser íntegro fisicamente, é ter capacidade cerebral normal padrão ou superior para desenvolver o seu livre-pensamento." (Os Templários/Portal Maçônico)

As palavras acima são gravemente comprometedoras para os maçons, se é que, de fato, desejam continuar camuflando de filantrópica e de benfeitora essa organização do diabo. A realidade é que não há lugar para os pobres e oprimidos nessa organização das trevas. Vejamos agora o contraste:

"Disse também ao que o havia convidado: Quando deres um jantar ou uma ceia, não convides os teus amigos, nem teus irmãos, nem teus parentes, nem vizinhos ricos; para não suceder que eles, por sua vez, te convidem e sejas recompensado. Antes, ao dares um banquete, convida os pobres, os aleijados, os coxos e os cegos; e serás bem-aventurado, pelo fato de não terem eles com que recompensar-te; a tua recompensa, porém, tu a receberás na ressurreição dos justos." Senhor Jesus Cristo, Lucas 14:12-14

É importante dizer para você que está acompanhando este estudo, que muitos maçons, principalmente os de graus menos elevados na organização, desconhecem completamente estas coisas, e julgam realmente estar aderindo e servindo a uma causa com objetivos louváveis, ao passo que outros maçons sabem, e muito bem, em que estão metidos. Ambos os grupos não possuem desculpa diante de Deus, pois a todos é pregado o Evangelho do Senhor Jesus Cristo, inconciliável com tudo o que diga respeito à Maçonaria.

Agora, observe esta outra declaração maçônica:

"A Maçonaria é uma instituição essencialmente filosófica, filantrópica, educativa e progressista." (Da Publicação da Grande Loja Maçônica do Ceará).

Se isto fosse verdade, por que a Maçonaria tem se intrometido tanto na História de nossa nação, o Brasil? O que desejam na política? O que buscam? Por que tanto desejam o poder? Quais são seus reais objetivos por detrás de toda essa ladainha?


A Maçonaria na História do Brasil

"...A concepção da bandeira deve-se a Teixeira Mendes que a justificou no Diário Oficial do dia 24 de Novembro. O dístico "ORDEM E PROGRESSO' foi tido na época como influência do positivismo e durante algum tempo, julgou-se que o positivismo estivesse ligado à influência da Proclamação da República. Hoje nós sabemos que o mote em questão é assunto maçônico relativo a grau elevadíssimo e que o primeiro ministério formado era, quase em sua totalidade, constituído de Maçons." (Benoit Brito Mendes, mestre maçom)

Desde os primórdios de nossa história podemos detectar a presença rastejante da Maçonaria. A Independência do Brasil foi articulada pelos maçons com a finalidade de beneficiar a organização, enriquecendo-a, dando-lhe grande autoridade sobre o Brasil independente e, como sempre acontece, a Maçonaria realizou estas coisas beneficiando os ricos e os poderosos que escondia em suas câmaras escuras, com um descaso histórico para com os pobres e oprimidos. Os beneficiados foram a própria Maçonaria e seus interesses, não os interesses do Brasil. Basta que se analise a história da sociedade brasileira, desde seus primórdios, repleta de miséria, de dor e de sofrimento, porém sempre com uma elite se banqueteando em meio à miséria alheia. Isto também em razão dos horripilantemente desvantajosos negócios que o Brasil independente realizou com nações e bancos europeus, mantendo no poder uma elite muito bem alimentada, rica e gorda, às custas da enorme miséria do povo brasileiro (situação que, por incrível que pareça, persiste até hoje!).

Não é sem razão que o “Patriarca (pai) da Independência” tenha sido um maçom, cujo nome é sempre citado nos livros de História do Brasil: José Bonifácio de Andrada e Silva. Este indivíduo, nascido em Santos, São Paulo, em 1763, se tornou um dos mais poderosos homens do Brasil Império. Hábil político maçom, tinha grande influência sobre Dom Pedro I (também maçom) e conseguiu obter para si (e para a Maçonaria) o primeiro ministério brasileiro, o Ministério do Reino e dos Negócios Estrangeiros. O primeiro ministério brasileiro estava sendo entregue nas mãos da Maçonaria. Foi ele também quem se tornou o tutor do Príncipe herdeiro, Dom Pedro II. Em 1833 foi destituído da tutoria de Dom Pedro II, devido a um processo-crime instaurado contra ele por conspiração.

A Maçonaria na Política Brasileira Atual

Já vimos, brevemente, como essa organização satânica se intrometeu na história do Brasil, e as citações abaixo demonstram que essa intromissão persiste até hoje.

Representação Maçônica no Congresso Nacional

"Atualmente, o Congresso Nacional possui 51 Deputados Federais e 7 Senadores pertencentes à Maçonaria.

No mês de abril próximo, estaremos convocando a Suprema Congregação, juntamente com as Grandes Lojas do Brasil, para uma reunião conjunta entre Deputados Federais, Senadores e Grão-Mestres Estaduais, a fim de traçarmos um programa de trabalho, visando a participação da Maçonaria na solução de problemas nacionais, tais como: a Violência, a Educação, a Saúde e a Soberania Nacional, em especial a defesa da Amazônia. ( Laelso Rodrigues/Grão-Mestre Geral/2001)

O Dia do Maçom Comemorado no Seio da Política Brasileira. (Por que e para que?! Quem se beneficia com isso?!)

Na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro:

"13/08/2004 - DIA DO MAÇOM É COMEMORADO NA ALERJ"

"Às 19h05min, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, o Deputado Paulo Ramos promove Sessão Solene em homenagem ao Dia do Maçom, instituído no Calendário Oficial pela resolução nº. 224/03." (Fonte: Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro).

Na Câmara Municipal de São Caetano do Sul/São Paulo:

"O Dia do Maçom, instituído pela lei municipal n° 3.373, de 1994, foi comemorado na Câmara de São Caetano na noite da última sexta-feira, dia 20, quando as 17 lojas maçônicas da cidade foram homenageadas. A Casa de Leis e o Colégio dos Veneráveis prestaram reverência especial ao maçom Cláudio Mussumeci, que integra a sociedade há 46 anos e é um dos mais antigos membros no município." (Fonte: Câmara Municipal de São Caetano do Sul-23/08/2004)

Na Câmara Legislativa do Distrito Federal:

"Câmara Legislativa do Distrito Federal. Agenda: Dia 22 de agosto de 2005. Sessão solene alusiva ao dia do maçom-Proposta pelo Deputado Gim Argello. Plenário/16:00 horas. Requerimento n°:962/04" (Fonte: Câmara Legislativa/DF)

"Comunidade Maçom apóia criação do Maranhão do Sul"

"O presidente do Instituto Teotônio Vilela, deputado Sebastião Madeira (MA), recebeu apoio da comunidade maçom no Brasil ao seu projeto de criação do estado do Maranhão do Sul, a ser definido por meio de plebiscito. “Agradeço ao sereníssimo Grão-Mestre Pedro Gagliardi e ao grande secretário Isildino, que ajudaram a organizar no último dia 2 evento na Grande Loja Maçônica de São Paulo”, declarou o parlamentar. Na ocasião, Madeira explicou os benefícios da redivisão territorial. “Explicamos didaticamente as razões culturais, econômicas e geográficas da criação do novo estado”, destacou o parlamentar." (Fonte: Diário Tucano - www.psdb.org.br)

Se a Maçonaria agisse ferindo as leis e a Constituição Brasileira, então seus intentos estariam prejudicados e os propósitos de Satanás para essa organização ficariam por demais à mostra, afugentando adeptos horrorizados por saber que estão, de fato, servindo a uma elite oculta e fazendo a vontade do diabo. Por isso, assim como seu pai, Satanás, ela é hábil na arte da camuflagem, atraindo homens incautos para o seu seio assim como as plantas carnívoras atraem os insetos. O fim espiritual é a morte eterna, a saber, o Inferno.

Se um empresário deseja adorar e cultuar o diabo nos domínios de sua própria empresa, este é um direito que ele tem. Porém, ao falarmos de servidores públicos, a história é outra. O mínimo a que tem direito a sociedade é o de ser esclarecida à respeito de quem realmente são os homens que ingressam no serviço público brasileiro (pagos pelo nosso dinheiro). Seria interessante que soubéssemos quem são os integrantes do "Clube do Bolinha" do diabo (a Maçonaria), antes que elegêssemos essas criaturas para cargos políticos em nossa nação. Este site não tem nada a ver com política, e não é de política que estamos falando, mas de pessoas orientadas por princípios diabólicos que estão entrando no comando da nação onde se encontram as nossas casas. Quando homens de Deus se candidatam a cargos públicos, muitos são os que se manifestam contra afirmando que se recusam a votar em pastores, bispos e diáconos. Também não teríamos nós o direito de recusar votar em pessoas que estão envolvidas com uma organização ocultista e satânica como a Maçonaria? Não vivemos em um país com liberdade de culto e de expressão? Temos o direito legal de saber e de nos manifestar! E isto para o nosso próprio bem e para o bem de nossos semelhantes, por isso estou disponibilizando este estudo. Meu compromisso é com o SENHOR JESUS CRISTO, não quero nada que tenha a pata do diabo no meio (Maçonaria).

Maçonaria Disputa Espaço Político com Evangélicos

Veja este interessante artigo, publicado pelo jornal virtual da Universidade Santa Cecília, São Paulo, intitulado "Maçonaria Disputa Espaço Político com Evangélicos", onde podemos ver a sutil antipatia da Maçonaria pelos Cristãos Evangélicos e como as trevas não suportam a Luz. O artigo está em PDF, clique aqui.

A Lenda do Fênix e os Objetivos de Satanás para a Maçonaria

Se a Maçonaria fosse, apenas e tão somente, uma entidade filosófica e filantrópica, como nos desejam fazer acreditar, qual poderia ser o significado deste símbolo utilizado pela Loja Maçônica Fênix de Brasília, e por que ali está escrito: PODER?

Além de ser um símbolo bastante comprometedor para a Maçonaria (isto sem falar no vocábulo "poder", ali muito bem estampado), veja que a organização, em seu site, cita nada menos do que Helena Petrovna Blavatsky, uma bruxa satanista e assumidamente anticristo, a fim de explicar o significado do Fênix!

Vejamos o que ali publicaram:

"No Glossário Teosófico (Editora Ground) Helena Petrovna Blavatsky descreve a Fênix como uma "ave fabulosa, do tamanho de uma águia, que, depois de uma longa vida, consumia-se a si própria através do fogo e renascia de suas próprias cinzas. É o símbolo da ressurreição na Eternidade, na qual a Noite segue-se ao Dia e o Dia à Noite; alusão aos ciclos periódicos da ressurreição cósmica e reencarnação humana. A Fênix vive mil anos, em cujo término, acendendo um fogo flamejante, consome-se a si própria. Após renascer de suas próprias cinzas, vive outros mil anos, e assim até sete vezes sete." (Loja Fênix de Brasília)

A lenda da tal ave Fênix é frequentemente citada em sites maçons, iniciáticos, ocultistas e satanistas, e alude à ascensão de Satanás ao domínio do mundo através da Besta. Para os ocultistas significa uma nova era quando a humanidade se unirá ao cosmos e cada um será um deus dentro deste contexto absurdo e completamente antibíblico. Para a elite das sociedades secretas do mundo será a hora de um novo domínio político e econômico sem precedentes, liderados e guiados por um líder mundial.

Em outras palavras, a Maçonaria trabalha, em todo mundo, por uma causa, a causa de seu fundador, o diabo: O Estabelecimento do Império da Besta, ideologicamente chamado de A Nova Ordem Mundial.

Expulso do céu, condenado ao tormento sem fim, Lúcifer não demonstra sinais de arrependimento, e nem mesmo poderia, visto estar, eternamente, alienado de toda e qualquer bondade, misericórdia, amor e justiça. O que o move e impulsiona é o ódio contra Deus e contra os seres humanos. E como já dito anteriormente, possui um pensamento obsessivo e obstinado desejando ser cultuado e adorado. Seus princípios de governo são todos injustos, cruéis e ditatoriais, o que pode ser visto analisando-se a história da humanidade com suas incontáveis civilizações pagãs, idólatras e promotoras de injustiças.

Há criminosos que, mesmo cercados por policiais armados, sem nenhuma chance de escapar, morrem disparando contra os outros, cheios de ódio, de cólera e de rancor.

“Então, ouvi grande voz do céu, proclamando: Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo, pois foi expulso o acusador de nossos irmãos, o mesmo que os acusa de dia e de noite, diante do nosso Deus. Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida. Por isso, festejai, ó céus, e vós, os que neles habitais. Ai da terra e do mar, pois o diabo desceu até vós, cheio de grande cólera, sabendo que pouco tempo lhe resta.” Apocalipse 12:10-12

Em um último movimento em sua rebelião contra Deus, antes de ser lançado na Geena eterna, Satanás estabelecerá o império pagão e anticristo da Besta, será adorado no mundo inteiro e arvorará seu último troféu de guerra: Uma multidão de seres humanos marcados nas frontes com uma marca que significará a rendição dessas pessoas aos domínios do Príncipe das Trevas. Essa multidão de perdidos significará para ele seu último grito de ódio e de protesto contra Deus. É algo assustadoramente triste, pois esses seres humanos serão lançados no mesmo lugar que está preparado para o diabo e seus anjos: O Lago do Fogo.

“Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta que vi era semelhante a leopardo, com pés como de urso e boca como de leão. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade. Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta; e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela? Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses; e abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu. Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação; e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. Se alguém tem ouvidos, ouça.” Apocalipse 13:1-9

“A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte, para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.” Apocalipse 13:16-18

“Seguiu-se a estes outro anjo, o terceiro, dizendo, em grande voz: Se alguém adora a besta e a sua imagem e recebe a sua marca na fronte ou sobre a mão, também esse beberá do vinho da cólera de Deus, preparado, sem mistura, do cálice da sua ira, e será atormentado com fogo e enxofre, diante dos santos anjos e na presença do Cordeiro. A fumaça do seu tormento sobe pelos séculos dos séculos, e não têm descanso algum, nem de dia nem de noite, os adoradores da besta e da sua imagem e quem quer que receba a marca do seu nome. Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” Apocalipse 14:9-12

Assim como no exemplo do criminoso que morre disparando contra os policiais, também Satanás não se renderá quando chegar a sua hora. Antes, reunirá os exércitos da Besta, enganando-os e incitando-os contra Deus, e este será o último momento da rebelião contra o Criador, e isto acontecerá na batalha que a Bíblia chama de ARMAGEDOM.

"Derramou o sexto a sua taça sobre o grande rio Eufrates, cujas águas secaram, para que se preparasse o caminho dos reis que vêm do lado do nascimento do sol. Então, vi sair da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs; porque eles são espíritos de demônios, operadores de sinais, e se dirigem aos reis do mundo inteiro com o fim de ajuntá-los para a peleja do grande Dia do Deus Todo-Poderoso. (Eis que venho como vem o ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua vergonha.) Então, os ajuntaram no lugar que em hebraico se chama Armagedom." Apocalipse 16:12-16

"Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá a seduzir as nações que há nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-las para a peleja. O número dessas é como a areia do mar. Marcharam, então, pela superfície da terra e sitiaram o acampamento dos santos e a cidade querida; desceu, porém, fogo do céu e os consumiu. O diabo, o sedutor deles, foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre, onde já se encontram não só a besta como também o falso profeta; e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos." Apocalipse 20:7-10

Conclusão:

A Bíblia e a Maçonaria são opostas entre si e eternamente inconciliáveis !

A Maçonaria é uma organização iniciática, ocultista e completamente satânica !

A Maçonaria se infiltrou na política brasileira, e continua infiltrada, e nenhuma nação da Terra pode ser beneficiada por uma organização filha do Inferno ! Muito pelo contrário !
 
O deus da Maçonaria não é o DEUS da Bíblia ! O deus da Maçonaria é o diabo !
 
Impossível ser Cristão e Maçom ao mesmo tempo! Mais cedo ou mais tarde, a escolha terá de ser feita, e significará o Céu ou o Inferno, respectivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

NÃO FALTA DINHEIRO . FALTA FAZER O DINHEIRO CHEGAR PARA QUEM PRECISA.